4 romances infantojuvenis para você morrer de amores

Poucas coisas são capazes de prender a atenção de um leitor quanto um bom romance, não é mesmo? Conheça alguns romances infantojuvenis que devem estar em sua prateleira.

Esses livros, que, muitas vezes, se tornam best-sellers, atingindo o topo das listas de mais vendidos e da preferência dos leitores, podem assumir várias formas, como romances históricos, que falam sobre a vida do personagem em algum ponto do passado do mundo em que vivemos, e romances de ficção científica, que narram aventuras em universos cheios de tecnologia de ponta e mundos modernos.

Romances infantojuvenis para o público pré-adolescente

Uma das ramificações do gênero são os romances infantojuvenis, escritos para o público pré-adolescente e adolescente, com histórias que contam com elementos atraentes para despertar a atenção tanto desse público quanto de pessoas de qualquer idade.

Conheça agora 4 romances infantojuvenis que vão conquistar o coração de leitores de todas as idades.

Meu Pé de Laranja Lima – José Mauro de Vasconcelos

Apesar de ter sido publicado nos anos 60, Meu Pé de Laranja Lima é um dos romances infantojuvenis que continua conquistando os corações de muitos brasileiros e de pessoas ao redor do mundo.

Traduzido para 52 idiomas, o livro conta a história de um menino chamado Zezé, que vive em uma família numerosa, com um pai desempregado e uma mãe que trabalha numa fábrica, e tem como melhor amigo um homem muito mais velho e rico.

Adaptado para televisão e para o cinema, Meu Pé de Laranja Lima se tornou uma história em quadrinhos na Coreia do Sul e é um livro recomendado para jovens de todas as idades.

Histórias de Ninar para Garotas Rebeldes – Ellena Favilli e Francesca Cavallo

Com textos que remetem a contos de fadas famosos para crianças pequenas, Histórias de Ninar para Garotas Rebeldes é uma coletânea de 100 contos sobre as vidas de mulheres revolucionárias do passado e do presente, como Frida Kahlo, Serena Williams e a Rainha Elizabeth I da Inglaterra.

Elogiado pela crítica, o livro foi promovido pelas autoras como uma forma de mudar o mundo através de um coração confiante e conta com ilustrações de 60 artistas mulheres do mundo todo, além de ter ganhado um podcast com narração de algumas histórias contadas na obra.

Recomendado para crianças de todas as idades.

A Culpa É Das Estrelas – John Green

Esse é um clássico da literatura young adult. O livro mais famoso de John Green, autor de outros romances, como Quem é Você, Alasca? e O Teorema Katherine, conta a história de Hazel Grace Lancaster, uma garota com câncer que é obrigada a andar por aí usando um cilindro de oxigênio e, após a mãe concluir que ela está deprimida, é enviada para um grupo de apoio para jovens com câncer. É lá que ela conhece Augustus Waters, um adolescente que está em remissão de um câncer nos ossos, e sua vida muda para sempre.

Lançado em 2012, o livro, cujo título foi tirado de uma peça de William Shakespeare, tornou-se um sucesso instantâneo entre o público adolescente e ganhou uma adaptação para os cinemas estrelada por Shailene Woodley, Ansel Elgort, Laura Dern e Willem Dafoe. É recomendado para jovens a partir dos 14 anos.

Vermelho, Branco e Sangue Azul – Casey McQuiston

O que acontece quando um príncipe do Reino Unido se apaixona pelo filho da presidente dos Estados Unidos?

Essa é a premissa presente nas 390 páginas de Vermelho, Branco e Sangue Azul, da americana Casey McQuiston. Divertida, a obra retrata a vida desses dois personagens, que começam se odiando e se apaixonam depois de serem obrigados a conviver um com o outro, e do grupo de amigos e parentes que os cercam, ao mesmo tempo em que retrata relações diplomáticas entre dois territórios.

Um dos ótimos romances infantojuvenis para combater preconceitos de uma maneira fácil e explicativa, Vermelho, Branco e Sangue Azul é recomendado para jovens a partir dos 14 anos.

romances infantojuvenis para você morrer de amores